segunda-feira, dezembro 21, 2009

Começo, finalmente, a sentir o Natal...

Estranho mas real. Parece impossível como é que uma pessoa como eu, tão dependente deste espírito, se tenha  limitado basicamente a observar o Natal! É tudo muito bonito mas falta qualquer coisa... qualquer coisa de muito especial e importante que preencha o vazio que aqui habita e que é tão difícil de preencher!

Mas ontem foi diferente... foi dia de Encerramento do Itinerário Espiritual Jovem! Foi dia dos tais sorrisos, da entrega de muitos, da dedicação de outros tantos, da surpresa, da incredulidade... Foi algo que conseguiu dar um pouquinho de força à chama que queima cá dentro. Senti-me pequena ao ver que errei em relação a ti, senti-me grande quando me disseste que sentiste a minha falta, senti-me feliz quando verifiquei que sempre estive contigo e tu comigo. Tantos tu´s com a mesma missão oculta: fazer com que (re)acredite em mim! As decisões são difíceis de tomar mas cada vez tenho menos medo de errar. Depois da brutalidade da última queda ainda me sinto aleijada e maltratada, ainda me sinto apreensiva e receosa. Mas a quem devo temer se Tu estás comigo? Ontem, e mais uma vez, ensinaste-me que todos estes erros e injustiças deram fruto... Deram-me maturidade e segurança, amor-próprio e vontade de continuar a criar.... Mas ainda me estou a levantar! Esperas por mim, não esperas? Os rasgos de loucura e risco têm diminuído e isso, quiçá, tenha vindo a provocar toda esta perdição no tempo e no espaço. Mas deixas que continue a viver a magia de tudo aquilo que me preenche, não deixas? É que não sei viver de outra maneira... Tento dar sempre o máximo para que não Te desiludas comigo. Tento fazer tudo o que esperas de mim, tento ser radical e quando me encontro neste estado, tento nascer de novo... Mas sabes que custa não sabes? Então é por isso que te peço que continues a acreditar e a levar-me onde tens que me levar. Não quero ficar na praia e se for preciso perco as minhas sapatilhas por Ti. Eu sei que estás a chegar e isso faz-me gritar fortemente a tua vinda... mas muitas vezes o céu tolda-se e as nuvens impedem-me de ver! É aí que me mostras a determinação e radicalidade da tua entrega num símbolo tão conhecido: a cruz! E eu tento tomá-la, o melhor que posso, e seguir-Te! Como foste tu a pedir que eu fosse verdadeira e fiel ao que sinto e sou, peço também que não te fixes nos meus erros... A criação não tem fim e eu ainda vou tão no início! Dá-me então braços e pernas para trabalhar, agir, lutar, abraçar! Dá-me força para cantar, saltar, girar, dançar por Ti. Dá-me destreza para ser paz em movimento e ajuda-me a sentir a Tua vida em mim! Fazes isso por mim, não fazes? *

E eis que me têm chegado mensagens de Natal quentinhas para contrastar com este frio absurdo, têm chegado abraços da família que tem estado afastada, têm chegado e-mails fantásticos que me põem a sorrir que nem uma parvinha... Coincidência? Não me parece!

E como ontem ouvi isto da boca de alguém que se tornou especial, passo hoje a citar... Aprendi que o que realmente importa é amar... e há tantas formas de amar! Arrisquem e serão felizes!



Então eu vou arriscar... nem que seja arriscar-me a acreditar que isto vai mudar!

PS: Vejam esta delícia que o David fez para todos nós! É isto que o faz ser diferente e especial! É por isto que é o meu ídolo!* Obrigado David pelo e-mail....Obrigado por também tu me trazeres o Natal no verdadeiro sentido/sentimento da palavra!*


6 comentários:

Cátia Lima disse...

Amiga, como me comoveu este teu "desabafo"...
Porque partilhei a noite de ontem contigo também e "vi-te", senti-te, observei-te ... e sabes?

És a minha Cecília, a menina cheia de amor, dedicação, entrega, carinho, prestação, defiadora e desafiante, alegre, e cheia de Deus no coração, que faz realmente que escrevas este texto desta maneira...

Sim, como eu sei, as quedas ensinam-nos muito, e dão-nos maturidade se realmente soubermos aprender com elas e ao levantarmo-nos fizemos de maneira diferente e melhor...crescemos imenso, sim claro que custa...mas conseguimos com o tempo e com Ele.

Que seria de nós sem Esperança, Fé e Caridade, sem Ele? NADA
Mas tb não seriamos nada se não tivessemos pessoas como tu, como tantos que encheram aquela sala, juntos somos um e só juntos crescemos e aprendemos...muitos são os que me fazem crescer, mas tu sabes que tens uma parte muito importante neste meu crescimento, ou tentativa de crescimento, lol.

Mas ele espera por nós, aliás,não só espera como está sempre connosco e acompanha todos os nossos erros, quedas e nos ajuda nos processo de construção e nascer de novo, quando assim é necessário...por isso, vendo bem, Ele não espera, Ele acompanha...porque nos ama de uma maneira que acho que nunca conseguiremos amar.

Adorei que tivesses feito parte da noite de ontem e soube tão bem...

Néua disse...

cucu :)

eu ja tinha visto este mimo do David ta tãããããooooooo fofo :P
lolol

beijocas

Neka disse...

Adorei as tuas palavras e a música de Natal... o David fez uma interpretação espectacular e o vídeo está muito bem conseguido!

Para mim, isto já foi uma prenda de Natal

sa_vi_ral disse...

aiii, senti-me tao identifcada com o texto que escreveste!! =)


E este David Fonseca é muita bom!! =)


Abraçoooooooo menina Cecília!! =)

cathy disse...

Eu sabia que ao não ir a Recardaes, iria perder uns quantos abraços e que o teu, acredito, seria um deles.
Aproveito para te desejar um Feliz, Feliz Natal:)
Que a maior das prendas possa (re) nascer dentro de nós, no nosso coração, sempre!
um grande abraço e uma beijoca com açucar e canela:)... já estou a pensar nas rabanadas da minha mãe!:)yummy.

Sónia Neves disse...

E eu que te vi de longe... e nao conseguimos falar!

Fica aqui os votos de um Feliz Natal...
Bjinhos