quinta-feira, junho 26, 2008

Olhando o infinito!



Finito! Após terminar este relatório fica a faltar somente uma defesa. Nada de muito aterrorizante, até porque será 30 minutos que passarão a correr. Finalmente chegou ao fim este ano. Foi duro... muito duro por sinal! Especialmente os últimos 7 meses foram qualquer coisa de transcendente. Hoje páro e vejo um emaranhado de situações que me fizeram subir e descer ao mais alto e mais baixo de mim. Foi um acumular de situações desgastantes e gratificantes que abalaram o ser de uma maneira que julgava inexistente. Foram pessoas que entraram na minha vida, foram pessoas que saíram, foram mudanças nas relações existentes, foi um aproximar e afastar à velocidade da luz. Por vezes nem houve tempo para respirar... Havia a vontade de desistir em guerra com a vontade de ultrapassar e vencer. Foram travadas imensas batalhas e senti-me uma verdadeira guerreira. Comecei o ano com a oferta de um livro fantástico que só se referia a batalhas e a guerreiros. Não conseguia perceber o que é que aquilo tinha a ver comigo ou com o que estava a acontecer nas nossas vidas... Acho que finalmente percebi a importância de tal objecto. Foi ele que me fez levantar e erguer novamente. Mesmo ferida as batalhas estavam à minha frente a pedir compulsivamente que as vivesse. Porque o que importava não era vencer ou perder... era somente viver! Entreguei-me a causas tão minhas com unhas e dentes... Meti na cabeça que tinha de agarrar a oportunidade de ser feliz com aqueles que Ele um dia escolheu para mim... porque os importantes permanecerão sempre por mais tenebroso que seja o caminho... E consegui agarrar! Consegui sentir o aperto no peito, o sorriso no rosto, o arrepio na pele, o abraço quente, o beijo doce, a vida presente... A vida presente nos medos e nas inseguranças, a vida presente nas fugas e libertações, a vida presente nas desilusões e na dor... Consegui respirar quando julguei impossível... Estava no tal casulo e consegui alcançar o sonho de ser borboleta... Voei alto e quero continuar a voar... Quero sentir mais metamorfoses na minha vida... Quero quebrar correntes e pintar vidas... Quero ser luz na noite! Quero ser novamente aquela Lua cheia que tanto brilho emanava... Só que preciso de descanso... Preciso de parar e voltar a encher-me com tudo aquilo que tinha reservado e que foi entregue ao longo de todo este percurso. Foi entregue a quem tinha que ser entregue... na altura que tinha que ser entregue!
Agora só preciso de descansar... preciso de voltar... preciso de me perder num sonho só meu...


Um grito de alma... cansado!!

Y Ceci
Até breve!

3 comentários:

MichaelW disse...

Hi I'm looking to build up my incoming links for my blog.
Would you like to exchange blogroll links with me?
If yes, please visit: http://bigmoneylist.blogspot.com/
and leave your URL for your blog there. I'll link to you within

hours. Thanks.

Andreia disse...

bem madrinha...to assim como de rastos...
ao ler tudo akilo k escreves-te tive o melhor dejá vu que algum dia poderia ter...imagens mentais flasharam na minha cabeça e as lagrimas tiveram k sair...

"Cecília: ainda n te conheço mas se assim tiver escrito um dia os nossos caminhos irão cruzar-se…mas pelo que já percebi és uma pessoa fantástica…e confesso que até tenho uma certa vontade de flr contigo…"

bem dita a hora que tive a ousadia de te desafiar...e mais bem dita a hora em que n ficas-te indefirente...n tenciono perceber o pk de te ter conhecido...é bom mt bom...

nestes ultimos meses um emarenhado de situaçoes fez com que eu me sentisse nas nuvens e acordasse a sorrir como outros k so me apeteceram ficar no meu casulo...sabes pk me arrepiei ainda mais...pk em todas as imagens negras, escuras em k estava bem la no fundo..tinha sempre mas sempre uma mao entendida...

agradeço a ti e a todas as outras maos...

doro-te mtmtmtmmt

Hugo disse...

Então começa a aproveitar as férias que já me levas avanço...:P