segunda-feira, maio 19, 2008

Voo de uma pétala perdida...


Mais uma viagem. De volta ao sítio que tanto me disse mas que agora se tornou mais um sítio como tantos outros. Já nada me prende ali. Por muitos sorrisos orgulhosos que ainda encontre naqueles corredores, a alma daquele sítio está vazia, fria, incapaz de me dar o que quer que seja. Ou então fui eu que me fechei a ele. Não digo que não. Aliás, assumo, e muito, a culpa pela falta de entusiasmo que agora me acompanha. Ao mesmo tempo que sinto essa frieza, sinto um aperto por ter que tomar a decisão de o poder vir a deixar. Foram 3 anos lá passados. 3 anos de peripécias, de conhecimentos e reconhecimentos, sorrisos e desesperos. Foi o sítio que mais teve de mim. Mas agora, sinto que chegou a hora de pensar na possível partida. Estão a acabar os afazeres. É certo que ainda faltam uns meses... mas é tempo de decidir o que fazer. A alma sairá daqui ferida, com todos os momentos marcados nela, como se de tatuagens se tratassem... Para sempre! As palavras que foram escritas para aquela plaquete foram sinceras e remetem para todos os sentimentos que emanavam de um coração em extâse... naquela altura. Com o passar dos segundos, as vivências também vão passando e mudando... Pessoas vêm, pessoas vão... A mágoa abate-se sobre nós. Mas a certeza da felicidade passada e/ou futura do outro faz o sorriso brotar, mesmo que ao de leve. É díficil o afastamento... mas às vezes, é algo inevitável e necessário para o momento. Acredito que tudo voltará no momento certo. E não é mais uma forma de me convencer. É mesmo algo com o qual já me deparei... inúmeras vezes.
Mas, independentemente do que vier, decisões têm que ser tomadas. A quente, a frio, não interessa. Têm que ser conscientes e estão impregnadas de consequências. Eu sei disso e quero aceitá-las. Mesmo que a obscuridade e o incógnito se coloquem na posição frontal, decidi que tenho que lutar por algo diferente e incerto. Será mais um marco, mais um amontoado de exigências e cedências... Não sei como irei lidar com isso... Só sei que o tenho que fazer... como se de uma força magnetizante se tratasse! E irá dar os seus frutos, a seu tempo. Olho em redor e respiro fundo, como que a tentar sugar as forças necessárias para não desistir agora mesmo. Por muito tenebroso que seja o caminho, ele tem que ser seguido... Um dia mais tarde irão perceber porquê... E, quem realmente precisar de mim, sabe que me terá sempre juntinho a si. =)

Houve alguém que um dia me disse: A flexibilidade é uma das tuas melhores características... Ele saberá o porquê...

Grito de alma: Um pouco de céu - Mafalda Veiga



Só hoje senti
que o rumo a seguir
levava pra longe.
Senti que este chão
já não tinha espaço
pra tudo o que foge.
Não sei o motivo pra ir,
só sei que não posso ficar.
Não sei o que vem a seguir
mas quero procurar.

E hoje deixei
de tentar erguer
os planos de sempre.
Aqueles que são
pra outro amanhã
que há-de ser diferente.
Não quero levar o que dei,
talvez nem sequer o que é meu...
É que hoje parece bastar
um pouco de céu...
Um pouco de céu...

Só hoje esperei
já sem desespero
que a noite caísse.
Nenhuma palavra
foi hoje diferente
do que já se disse.
E há qualquer coisa a nascer,
bem dentro no fundo de mim.
E há uma força a vencer
qualquer outro fim.

Não quero levar o que dei,
talvez nem sequer o que é meu.
É que hoje parece bastar
um pouco de céu...
Um pouco de céu...

Cecil

3 comentários:

catia disse...

longos minutos esperei por este post e s soubesse n o tinha feito :(

4linhas tinha lido apenas e ja adivinhava o k vinha a seguir....estou com a cara lavada em lagrimas....e sinto k n t vou conseguir convencer a mudar!!!
É certo k nso primeiros anos nem dei pela tua presença nakeles corredores...mx por algum motivo akele comboio e a felicidade d regressar a casa apos uma semana d trabalhonos uniu nakele fim d tarde...ali se iniciava uma amizade k, hj tenho a certeza, é importante para mim, pois para alem de tudo o k m dás individualmente conseguist partilhar cmg duas das tuas maiores amizades, duas das pessoas k mais m deram em apenas um curto espaço de tempo :)

voces acreditam bastante no lema k tudo acontece com uma razao (ainda ha min atras o dizia a andreia)... eu n costumo pensar assim, mx começo a acreditar k realmenet voces surgiram por algum motivo e tenho a certeza k n é pra m abandonares já....
Ainda preciso de ti nakeles corredores,
Ainda preciso k m olhes nos olhos e percebas k apenas um abraço teu pode fazer a diferença,
ainda preciso k me ajudes a ter a ousadia de dar um passo em frente....

eu ainda preciso de TI....


bjao enorme..."há gente que fina na historia da historia da gente!!" nunca m xkecerei disto doida DOry

Hugo disse...

A vida é assim...
As coisas não duram para sempre e há sempre novas etapas a seguir...mais degraus pra subir, novos obstáculos e dificuldades para ultrapassar com coragem e persistencia...
E com isso há também mudanças que têm que ser feitas, decisões e escolhas que têm que ser tomadas por mais dificeis e dolorosas que possam parecer....

A vida não para e temos que seguir em frente, né?

A musica é das minhas preferidas ;)

Bjinhos

Lili_Cruz disse...

Bem ao ler este texto senti um friozinho na barriga...porque apesar de diferente... o ano passado tambem tive de tomar uma decisao... aqueles corredores tambem fizeram parte de mim ao longo de dois intensos anos... aquele lugar tambem fez parte da minha vida... e tive de tomar uma decisao... nao foi facil...nunca é... mas a vida é mesmo assim...e todos os dias temos de tomar decisões... por vezes nem damos por ela...mas todos os dias pequenas ou grandes tomamos decisões...

Por isso qualquer que seja a tua decisão tudo correrá bem...=)

Beijinhos grandes!=)